Superávit do governo central soma R$ 285,7 milhões em março

As contas do governo central (Tesouro Nacional, INSS e Banco Central) registraram um superávit primário de R$ 285,7 milhões em março, informou nesta segunda-feira, o Tesouro Nacional.

Depois do superávit recorde de janeiro (R$ 26,19 bilhões) e do pior resultado para meses de fevereiro (déficit de R$ 6,412 bilhões), o saldo de março mostra uma pequena reação. Na realidade, o resultado de março foi superavitário porque contou com um incremento de R$ 767,3 milhões de dividendos na conta das receitas.

O superávit primário acumulado no primeiro trimestre deste ano soma R$ 19,874 bilhões, o equivalente a 1,76% do Produto Interno de Bruto (PIB). No período, o superávit acumulado registrou uma redução em relação ao porcentual de 3,28% do primeiro trimestre de 2012.

O Tesouro Nacional teve superávit de R$ 5,399 bilhões no mês passado, mas o Banco Central registrou déficit de R$ 83,6 milhões e a Previdência, de R$ 5,030 bilhões.

De acordo com a divulgação do Tesouro, as receitas do governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social) apresentaram um crescimento de 3,9% no primeiro trimestre em relação a igual período de 2012. Em relação a fevereiro, as receitas de março registraram uma alta de 4,9%. Já as despesas apresentaram um crescimento de 11,5% no primeiro trimestre e alta de 9,1% em março ante fevereiro.

Enquanto as receitas totais somaram R$ 273,452 bilhões no trimestre, as despesas alcançaram R$ 204,421 bilhões. Em março, as receitas somaram R$ 79,993 bilhões, e as despesas, R$ 67,313 bilhões.



Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/noticia/2013/04/superavit-do-governo-central-soma-r-285-7-milhoes-em-marco-4121612.html


Viegas Auditores e Consultores - www.viegasauditores.com.br | Todos os Direitos Reservados © 2017