Setor público tem superávit de R$ 6,18 bilhões em outubro

Trajetória deficitária nos meses de agosto e setembro foi revertida em outubro



O setor público consolidado reverteu a trajetória deficitária vista nos meses de agosto e setembro e apresentou superávit primário de R$ 6,188 bilhões em outubro, informou o Banco Central, nesta sexta-feira. Em setembro, o resultado já havia sido negativo em R$ 9,048 bilhões. Em outubro do ano passado, houve superávit de R$ 12,398 bilhões, praticamente o dobro do verificado agora.

O esforço fiscal do mês passado foi composto por um superávit de R$ 5,257 bilhões do Governo Central (Tesouro, Banco Central e INSS). Agentes-chave para o fechamento das contas no ano, os governos regionais (Estados e municípios) contribuíram para o resultado com um saldo de R$ 694 milhões no mês. Enquanto os Estados registraram um superávit de R$ 114 milhões, os municípios tiveram superávit de R$ 580 milhões. Já as empresas estatais registraram superávit primário de R$ 238 milhões.

No ano

O esforço fiscal do setor público caiu 42% nos primeiros dez meses de 2013 em relação a igual período de 2012. As contas do setor público acumulam no período um superávit primário de R$ 51,153 bilhões, o equivalente a 1,30% do Produto Interno Bruto (PIB). No mesmo período do ano passado, o superávit primário estava em R$ 88,214 bilhões ou 2,44% do PIB.

O esforço fiscal no acumulado deste ano foi feito com a ajuda de um superávit de R$ 31,938 bilhões do Governo Central (0,81% do PIB). Os governos regionais (Estados e municípios) apresentaram um saldo positivo de R$ 19,218 bilhões (0,49% do PIB). Enquanto os Estados registraram superávit de R$ 15,846 bilhões, os municípios alcançaram um resultado positivo de R$ 3,372 bilhões. Já as empresas estatais registraram um déficit de R$ 3 milhões entre janeiro e outubro deste ano.

Fonte: Zero Hora


Viegas Auditores e Consultores - www.viegasauditores.com.br | Todos os Direitos Reservados © 2017