Paciente com câncer tem direito a isenção de IR mesmo com doença sob controle

A 1ª Turma do TRF da 4ª Região manteve sentença que concedeu isenção de Imposto de renda retroativa a 2003 a portador de câncer de próstata.

A União havia recorrido contra a decisão alegando que a doença estava controlada até 2007. Na apelação, a Fazenda Nacional requeria ainda que, no caso de ser concedida a isenção, ela retroagisse apenas a 2007, ano em que o câncer voltou a se manifestar.

O autor, que mora no Estado do RS, teve a doença diagnosticada em 1995 e foi operado no mesmo ano, mas pediu a isenção apenas em 2008, após descobrir que o mal tinha retornado e progredido. Em sua petição, requereu os valores retroativos aos últimos cinco anos, como permite a lei. Durante todo este tempo, o paciente fazia o controle da enfermidade.

Após analisar o recurso, o relator Joel Ilan Paciornik teve o mesmo entendimento que o juiz de primeiro grau, avaliando que, ainda que a doença esteja controlada, não há na legislação exigência de que a enfermidade esteja progredindo para a concessão do benefício.

Fonte: Jornal do Comércio - RS



Viegas Auditores e Consultores - www.viegasauditores.com.br | Todos os Direitos Reservados © 2017