Mundo está mais vulnerável, segundo Fórum Econômico Mundial

O mundo está cada vez mais vulnerável devido aos riscos ligados à crise financeira e às catástrofes naturais, alertou nesta terça-feira o Fórum Econômico Mundial (FEM) em seu relatório 2013 sobre os riscos no mundo, publicado em Genebra.

Os riscos ligados à crise financeira que perdura desviam a atenção das mudanças climáticas, enquanto os eventos climáticos extremos aumentam", escreveram os especialistas do FEM, que organizam todos os anos no final de janeiro o famoso Fórum de Davos.

Este relatório é baseado em uma pesquisa realizada por mil especialistas e tomadores de decisão.

Depois de um ano marcado pelo furacão Sandy e por inundações na China, os especialistas acreditam que o aumento das emissões de gases do efeito estufa é particularmente preocupante e denunciam a incapacidade do mundo de se adaptar a uma mudança climática, o que provoca um perigo ambiental, cujos efeitos serão mais significativos durante a próxima década.

De acordo com Lee Howell, diretor do FEM e responsável pelo relatório, a preparação nacional em relação aos riscos globais deve ser uma prioridade.

Para Axel Lehmann, chefe de Controle de Risco da companhia suíça Zurich Insurance Group, agora é hora de agir por causa do aumento dos custos ligados a eventos como o furacão Sandy, dos enormes perigos que ameaçam nações insulares e comunidades costeiras, e da falta de soluções para as emissões de gases do efeito estufa.

Segundo John Drzik, Gerente Geral da Oliver Wyman Group, uma empresa de consultoria internacional, duas tempestades, uma ambiental e outra econômica, vão acabar por colidir, se não alocarmos os recursos para reduzir o risco crescente representado pelos eventos climáticos severos, é a prosperidade das gerações futuras que pode estar ameaçada.

Especialistas do WEF também estigmatizam um novo fenômeno: os ciberincêndios selvagens, desencadeados na rede por eventos como o filme crítico Ao Islã no YouTube que resultou em manifestações e confrontos.

Em um mundo onde o papel tradicional de guarda desempenhado pela mídia perde sua importância, devemos considerar maneiras de como extinguir esses incêndios, considerou o WEF.

Finalmente, um outro risco denunciado em 2013 pelo FEM, a saúde, marcada por uma crescente resistência aos antibióticos, que pode dar o golpe de misericórdia nos sistemas de seguro de saúde.

Também no mundo da saúde, o FEM teme a disseminação de pandemias, favorecida por um mundo hiperconectado.



Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/noticia/2013/01/mundo-esta-mais-vulneravel-segundo-forum-economico-mundial-4004421.html


Viegas Auditores e Consultores - www.viegasauditores.com.br | Todos os Direitos Reservados © 2017