Mercado aumenta expectativas para taxa de juros, PIB e inflação

No primeiro relatório depois da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que elevou a taxa básica de juros a 10,5%, as instituições financeiras ouvidas pelo Banco Central (BC) elevaram suas expectativas em relação à Selic. Segundo o Boletim Focus divulgado nesta segunda, a Selic deve encerrar 2014 a 10,75% e chegar ao fim de 2015 na faixa de 11,5%.
 
Já em relação ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), principal indicador da inflação, a alteração nas previsões para 2014 foram brandas: de 6% para 6,01% ao ano. Para 2015, as expectativas foram de 5,5%, na semana passada, para 5,6%.
 
O dólar deve encerrar o ano a R$ 2,45, previsão que se mantém há quatro semanas. No ano que vem, porém, o câmbio deve se dar a R$ 2,50. A previsão para a taxa de crescimento do Brasil foi alterada: o PIB brasileiro deve crescer 2% em 2014 (na semana anterior, era de 1,99%) e 2,5% no ano seguinte.
 
Fonte: Zero Hora


Viegas Auditores e Consultores - www.viegasauditores.com.br | Todos os Direitos Reservados © 2017