Inflação medida pelo IPCA atinge 5,84% em 2012

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) atingiu 5,84% em 2012, abaixo do teto da meta do Banco Central (BC) no ano passado, informou nesta quinta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA é considerado o índice de inflação oficial no Brasil porque serve de referência para o Banco Central determinar a taxa básica de juro, a Selic.

O IPCA fechou dezembro com alta de 0,79%, ante uma variação de 0,60% em novembro. É o maior IPCA mensal desde março de 2011, quando atingiu a mesma taxa de 0,79%, e o maior índice dos meses de dezembro desde 2004, quando a taxa foi de 0,86%.

Ao fechar o ano com 5,84%, o IPCA de 2012 ficou abaixo do índice do ano anterior, de 6,5%. Dos grupos pesquisados, o mais teve maiores aumentos foi o das despesas pessoais, que atingiu 10,17%, enquanto o que menos pressionou ou índice foi o grupo transportes, com 0,48%.

O grupo alimentação e bebidas, que detém a maior parcela do orçamento das famílias (23,93%), subiu 9,86%, 2,68 pontos percentuais acima dos 7,18% do ano anterior. O resultado é fruto da forte pressão dos alimentos consumidos fora do domicílio, cujos preços se elevaram em 9,51% em 2012, seguindo a alta de 10,49% de 2011, embora menos intensa. O item refeição fora do domicílio, que aumentou 8,59%, exerceu o segundo principal impacto individual no IPCA do ano, com 0,41 ponto percentual, embora todos os itens relativos à alimentação fora tenham aumentado.

Os alimentos consumidos no domicílio ficaram 10,04% mais caros em decorrência, principalmente, de problemas climáticos, e subiram bem mais do que os 5,43% de 2011. O açúcar cristal (-8,74%), o refinado (-3,22%) e as carnes (-0,67%) se destacam entre os produtos que ficaram mais baratos em 2012.

A inflação medida pelo IPCA ficou acima de 7% em 2011 nas regiões metropolitanas de Belém e Rio de Janeiro, segundo o IBGE. Em Belém, a inflação acelerou de 4,74% em 2011 para 8,31% em 2012. No Rio de Janeiro, a taxa passou de 6,57% para 7,34%. Já o índice mais baixo em 2012, foi registrado na região metropolitana de São Paulo, com 4,72%.

Em Porto Alegre a alta foi de 5,56% em 2012 frente 6,53% em 2011. Das 11 regiões pesquisadas, a capital gaúcha apresentou a a quarta maior inflação.



Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/noticia/2013/01/inflacao-medida-pelo-ipca-atinge-5-84-em-2012-4006568.html


Viegas Auditores e Consultores - www.viegasauditores.com.br | Todos os Direitos Reservados © 2017