Arrecadação de tributos federais bate recorde histórico em abril

A arrecadação de impostos e contribuições federais chegou a R$ 105,9 bilhões no mês passado em termos nominais, valor recorde para meses de abril. Os números estão sendo divulgados nesta segunda-feira em Brasília e mostram que o montante é 0,93% maior do que a arrecadação do mesmo mês em 2013, com a correção da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

No primeiro quadrimestre, a arrecadação foi, sem contar a inflação, R$ 399,310 bilhões. Considerando a alta de preços, houve crescimento real de 1,78%, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Segundo a Receita Federal, o resultado em abril foi influenciado pela queda na arrecadação do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre Lucro Líquido em janeiro e em fevereiro, depois da qual houve uma reversão do quadro e a arrecadação voltou a subir. Somente nos recolhimentos de estimativas mensais, o montante arrecadado no mês de abril apresentou crescimento de 21,76% em comparação ao mesmo mês do ano passado.

Outro fator considerado foi o desempenho dos principais indicadores macroeconômicos que influenciam a arrecadação de tributos, como a produção industrial (-0,9%), vendas de bens e serviços (-5,63%), massa salarial (10,71%) e o valor em dólar das importações. Fatos esses ocorridos em março, mas que influenciaram o resultado de abril.

Fonte: Zero Hora



Viegas Auditores e Consultores - www.viegasauditores.com.br | Todos os Direitos Reservados © 2017